coleção

O impulso para colecionar recebeu grande destaque em psicanálise. "A paixão de colecio­nar é freqüentemente um substitutivo direto de um desejo sexual; e, nesse caso, um simbo­lismo sutil muitas vezes se esconde por trás da escolha dos objetos colecionados." (Abraham)

Os psicanalistas acreditam que o desejo de possuir e controlar é também um reflexo das primitivas condições oral e anal do sujeito. Na fase oral, o motivo é adquirir, na fase anal é reter, conservar. "A possessividade do amor anal mostra-se claramente no colecionador; os objetos colecionados estão simbolicamente as­sociados a excrementos." (Healy & cols.)

           

About Adalberto Tripicchio

Psiquiatra - Pós-doc em Filosofia Membro do Viktor Frankl Institute Vienna Docente da BI Foundation FGV/Berkeley

Comments are closed.