abandono em Heidegger

Modo possível do existenciário ser-no-mundo:
Abandono – que está preso ao sentimento de situação originária de desamparo (Befindlichkeit), isto é, do estar-lançado-aí (Geworfenheit). Tal desamparo constitui o fundamento último do estado afetivo, está na base do medo diante da vida, no qual o Dasein tem de ir se formando, por meio das condições adversas da vida;

About Adalberto Tripicchio

Psiquiatra – Pós-doc em Filosofia
Membro do Viktor Frankl Institute Vienna
Docente da BI Foundation FGV/Berkeley

Comments are closed.