Autenticidade e inautenticidade

Para Heidegger: Autenticidade e inautenticidade – são condições igualitárias, propiciadas a todos, ao longo do percurso histórico de uma existência; emergem, a cada momento, da consciência que o homem tem de que sua vida flui, inexoravelmente, para a morte. Existir, com autenticidade (Eigentlichkeit), não quer dizer, somente, estar-aqui, base do encontrar-se. Não consiste apenas em saber que o ser-no-mundo é ser-para-a-morte. Dentro da reduzida prisão do tempo, a que fomos atirados, sem razão aparente e sem qualquer esperança de socorro, somos todos como que condenados à pena capital, cuja execução, todavia, não sabemos quando, como e de onde nos virá.

About Adalberto Tripicchio

Psiquiatra – Pós-doc em Filosofia
Membro do Viktor Frankl Institute Vienna
Docente da BI Foundation FGV/Berkeley

Comments are closed.