Daseinsanalytik investigativa de Binswanger

Ludwig Binswanger (1881-1966), inaugurou na Psiquiatria, uma nova descrição dos modos-de-ser-humanos, fundamentando-se em Husserl e Heidegger. O que permitiu ao clínico a possibilidade de se valer dos vários modos de expressão de cada pessoa: autobiografias, cartas, diários,  observações espontâneas, incidentais, comentários sem compromisso, opiniões avulsas, idéias pessoais sobre religião, sexo, família, política, esportes, peculiaridades de linguagem oral ou escrita, sonhos, gestos, ações aqui vistas como sinais reveladores da totalidade de seu ser-no-mundo, em sentido ôntico, isto é, do ser empírico, individual e singular (Binswanger, 1965). Assim, neuroses, psicoses e psicopatias passaram a ser admitidas como novas formas de existência, como modos diferentes de ser-no-mundo. É com este novo olhar revolucionário que se tem desenvolvido a investigação fenomenológico-existencial dos estados mentais.

About Adalberto Tripicchio

Psiquiatra – Pós-doc em Filosofia
Membro do Viktor Frankl Institute Vienna
Docente da BI Foundation FGV/Berkeley

Comments are closed.