Estratificação dos sentimentos

Os sentimentos foram classificados por Max Scheler de acordo com um critério estratificado, do ponto de vista fenomenológico, que apresenta um interesse extraordinário em patopsicologia clínica.

Scheler estabeleceu a seguinte estratificação:

(1) Sentimentos sensoriais

(2) Sentimentos vitais (ou cenestesia)

(3) Sentimentos anímicos (ou sentimentos do ego)  

(4) Sentimentos espirituais (ou da personalidade)

Os sentimentos são estados do ego; para compreender bem essa idéia basta contrapor um exemplo de um sentimento puro com o de uma percepção; por exemplo, com uma percepção visual. No indivíduo se reproduz o que tem diante de si, a paisagem ou a casa, e isto acontece tendo-se em conta que está experimentando algo que corresponde a uma reação exterior e objetiva. Ao contrário, quando alguém diz que está alegre que está triste ou que está colérico, realmente está descrevendo não uma paisagem externa, mas interna, isto é, está designando uma maneira de estar consigo mesmo, e a isto é o que chamam estados do ego. Em contraposição às percepções e ao pensamento, que estão sempre dirigidos à captação do mundo exterior, os sentimentos vêm sempre revelar-nos estados do ego.

About Adalberto Tripicchio

Psiquiatra - Pós-doc em Filosofia Membro do Viktor Frankl Institute Vienna Docente da BI Foundation FGV/Berkeley

Comments are closed.