Totalidade em Jaspers

Para Jaspers: Totalidade – justamente por este motivo, o homem que busca o ser na configuração do mundo precisa encontrar uma totalidade que englobe todos os seres particulares que nele se apresentam. Historicamente, a questão: "que é que existe?", "o que é o ser?" é muito antiga. Voltados para o mundo que os rodeavam, os pensadores responderam: é a água, o fogo, o ar; é a matéria, os átomos, a vida, o espírito, etc. Mas, cada uma destas respostas implicava a escolha de uma realidade particular do mundo, de um certo dado objetivo, para fazer disso "o ser". O pensador não escapa, não pode escapar a esta característica essencial da vida pensante. O sujeito que pensa encontra-se em face de uma realidade, a realidade-objeto, que se esforça por erigir em totalidade. Ele se coloca, portanto, fora dessa pretendida totalidade. Mais ainda, a maneira como ele interroga o mundo acerca do ser, o método de pensamento de que se serve para obter uma resposta, suscitam no mundo descontinuidades insuperáveis, por exemplo, entre o inerte e o vivente, entre o vivente e o espírito.

About Adalberto Tripicchio

Psiquiatra – Pós-doc em Filosofia
Membro do Viktor Frankl Institute Vienna
Docente da BI Foundation FGV/Berkeley

Comments are closed.