complexo de Jocasta

Termo proposto por Ray­mond de Saussure (1920) para designar a liga­ção mórbida de uma mãe com seu próprio filho – do casamento de Jocasta com seu filho Édipo. O complexo de Jocasta representa um tipo de amor materno pervertido e tem vários graus de intensidade: desde o instinto materno leve­mente deformado até uma franca fixação sexual na qual a mãe encontra satisfação física e psí­quica.

About Adalberto Tripicchio

Psiquiatra – Pós-doc em Filosofia
Membro do Viktor Frankl Institute Vienna
Docente da BI Foundation FGV/Berkeley

Comments are closed.