comportamento, teoria do

Uma teoria da gênese do comportamento neurótico, baseada na teoria da aprendizagem; entre os seus principais expo­entes estão Eysenck, Jones e Wolpe. A teoria postula que os sintomas neuróticos são padrões de comportamento aprendidos, os quais são inadaptativos. Se os sintomas neuróticos são aprendidos, então devem ser suscetíveis de "de­saprendizagem" e a terapia comportamental é dirigida para a inibição e/ou extinção das res­postas neuróticas aprendidas. Uma forma de terapia do comportamento é a psicoterapia de inibição recíproca, de J. Wolpe: "Se fizermos com que ocorra uma resposta antagônica da ansiedade na presença de estímulos provocado­res de ansiedade, de modo que seja acompa­nhada por uma supressão completa ou parcial das respostas de ansiedade, o vínculo entre esses estímulos e as respostas de ansiedade será enfraquecido".

About Adalberto Tripicchio

Psiquiatra – Pós-doc em Filosofia
Membro do Viktor Frankl Institute Vienna
Docente da BI Foundation FGV/Berkeley

Comments are closed.