compulsão

Ação motora repetitiva, estereotipada e freqüentemente trivial, cuja necessidade de execução se impõe com insistência à consciên­cia, mesmo que a pessoa não deseje realizar o ato. Se o ato não for realizado, gera-se crescen­te ansiedade, ao passo que, se ele se consumar, sobrevém um alívio, pelo menos temporário, da tensão. As compulsões são obsessões em ação e, tal como estas, são alheias ou estranhas ao ego e, portanto, sempre sofrem resistência.

About Adalberto Tripicchio

Psiquiatra – Pós-doc em Filosofia
Membro do Viktor Frankl Institute Vienna
Docente da BI Foundation FGV/Berkeley

Comments are closed.