condicionalismo

Aproximadamente equivalente ao conceito junguiano de determinismo e ao con­ceito skinneriano de contingência. A causalida­de é mais relativa do que absoluta, e os efeitos são dependentes (contingentes, condicionais) de algumas outras coisas que ocorrem. Essas ou­tras coisas aumentam a probabilidade de que tais efeitos sejam produzidos; elas são necessá­rias, mas nem sempre suficientes para suscitar os resultados. Girar a chave na ignição pode ser uma condição necessária para pôr um mo­tor em movimento, mas isso nem sempre faz com que ele arranque, mesmo que a chave seja acionada.

About Adalberto Tripicchio

Psiquiatra – Pós-doc em Filosofia
Membro do Viktor Frankl Institute Vienna
Docente da BI Foundation FGV/Berkeley

Comments are closed.