confusão

Estado de desorientação; perturbação da consciência no sentido de que a percepção de tempo, lugar ou pessoa, deixa de ser clara. A confusão pode ser ocasionada por causas orgânicas ou psíquicas.

Alguns clínicos diferenciam confusão anam­néstica de confusão delirante. A confusão anam­néstica consiste em um distúrbio de orientação e percepção decorrente de uma mudança domésti­ca, como a transferência de uma pessoa idosa de sua residência para uma casa de saúde. Essa confusão pode, por vezes, ser evitada, na me­dida em que se informa, descreve ou demons­tra de antemão as mudanças que a pessoa pro­vavelmente irá encontrar.

A confusão delirante ocorre principalmente de noite e pode ser acompanhada de intensa agitação. É causada, geralmente, por oxige­nação cerebral inadequada, como no caso de um sistema cardiovascular ou cerobrovascular já afetado ser comprometido por vagotonia no­turna combinada com medicamentação hipnó­tica. Como os indivíduos com confusão deliran­te parecem ter um funcionamento mental rela­tivamente normal durante o dia, desenvolvendo episódios de confusão durante a noite, eles são por vezes mencionados como pacientes do pôr-­do-sol.

About Adalberto Tripicchio

Psiquiatra – Pós-doc em Filosofia
Membro do Viktor Frankl Institute Vienna
Docente da BI Foundation FGV/Berkeley

Comments are closed.