conteúdo latente

Este conceito, particularmente enfatizado e desenvolvido por Freud, refere-se ao fato de que a grande maioria dos fenômenos psiquiátricos é constituída de expressões sim­bólicas como fobias, sintomas compulsivo-­obsessivos, delírios, alucinações, sintomas de conversão, sonhos, etc., que, em si mesmos, não revelam a natureza do distúrbio; constitu­em o chamado conteúdo manifesto. O significa­do real dos sintomas ou símbolos é dissimulado e inconsciente, ou seja, latente.

About Adalberto Tripicchio

Psiquiatra – Pós-doc em Filosofia
Membro do Viktor Frankl Institute Vienna
Docente da BI Foundation FGV/Berkeley

Comments are closed.