Cientistas afirmam que pessoas com depressão têm proteína específica alterada

Um estudo realizado por pesquisadores da Faculdade de Medicina da Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, anunciaram uma importante conquista que poderá levar ao desenvolvimento de testes mais eficientes para depressão.

Um estudo realizado por pesquisadores da Faculdade de Medicina da Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, anunciaram uma importante conquista que poderá levar ao desenvolvimento de testes mais eficientes para depressão.

Os pesquisadores identificaram uma mudança na localização de uma proteína específica encontrada no cérebro. A descoberta, segundo eles, oferece uma oportunidade para desenvolver um marcador biológico para a depressão. Após alguns testes "Descobrimos que em indivíduos com depressão uma certa proteína sinalizadora está localizada em áreas específicas da membrana celular chamadas balsas lipídicas", afirmou. Essa proteína, denominada Gs-alfa, ativa a adenilato ciclase, uma ligação na transferência de sinais, e é responsável pela ação de neurotransmissores como a serotonina.

Saiba mais…

Fonte: BOL notícias

About RedePsi

Portal de Psicologia com Notícias, Artigos, Links e Serviços de Divulgação de Cursos, Eventos e Produtos da Área.

,

Comments are closed.