feromônio

Substância liberada por um organismo cujo odor afeta o comportamento de outros organismos da mesma espécie. Numerosos inse­tos, por exemplo, produzem feromônios atra­entes, através dos quais um sexo encontra o outro. Feromônios de alarme são segregados por algumas formigas e besouros quando ata­cados, fazendo com que os outros membros do grupo se reúnam ou se dispersem. Alguns teó­ricos sugeriram que os feromônios ou Mensa­gens Químicas Externas (MQE) existem nos seres humanos e que o esquizofrênico conhece e reage a tais estímulos, os quais são ignorados pelas pessoas "normais". Entretanto; a maioria dos investigadores continua duvidando da apli­cabilidade do conceito de feromônio a mamíferos, e alguns acreditam que até para os insetos se trata de uma simplificação excessiva das respostas comportamentais.

About Adalberto Tripicchio

Psiquiatra - Pós-doc em Filosofia Membro do Viktor Frankl Institute Vienna Docente da BI Foundation FGV/Berkeley

Comments are closed.