‘folie à quatre’

(Fr. "insanidade quádrupla") O apa­recimento dos mesmos delírios em quatro mem­bros de uma família. Bleuler cita o seguinte caso: "Certa vez, tivemos em Burghölzli quatro irmãos (dois homens e duas mulheres) que ti­nham todos os mesmos delírios persecutórios e religiosos. Apuramos que uma das irmãs, a mais inteligente dos quatro, tinha sido a pri­meira a adoecer; foi ela quem impôs seus delí­rios aos outros irmãos. Seu estado deteriorou-se gravemente e, mais tarde, desenvolveu sintomas catatônicos. A segunda irmã pôde finalmente ter alta, mas teve que ser reinternada tempos depois. Os dois irmãos conseguiram manter-se fora do hospital. Não há dúvida de que as duas irmãs eram realmente esquizofrênicas; e nós tínhamos excelentes razões para acreditar que os dois irmãos também eram esquizofrênicos, não só porque nunca se recuperaram completa­mente, mas também por causa de seus modos de vida peculiares já observados antes do ataque agudo." Bleuler considerou isso uma forma de esquizofrenia induzida.

About Adalberto Tripicchio

Psiquiatra - Pós-doc em Filosofia Membro do Viktor Frankl Institute Vienna Docente da BI Foundation FGV/Berkeley

Comments are closed.