Estudo sugere que crianças que dormem pouco são propensas à obesidade

Segundo um estudo realizado por cientistas da Escola de Medicina da Universidade de Harvard, crianças que dormem menos de 12 horas por noite e assistem muito tempo à televisão têm tendência a ter um peso excessivo antes de entrar na escola.
Segundo um estudo realizado por cientistas da Escola de Medicina da Universidade de Harvard, crianças que dormem menos de 12 horas por noite e assistem muito tempo à televisão têm tendência a ter um peso excessivo antes de entrar na escola.

A pesquisa, divulgada na revista Archives of Pediatrics & Adolescent Medicine, é baseada em relatórios das mães sobre os hábitos de seus filhos, somado a medições freqüentes de peso e estatura.

Os cientistas afirmam que esta é uma nova prova que confirma a relação sono-obesidade, que pode afetar até crianças mais novas. Além disso, acrescentam que o efeito do menos tempo de sono se vê reforçado pela televisão.         

Eles estudaram casos de 915 crianças, das quais 586 dormiam uma média de 12 horas ou mais por dia, e 329 dormiam menos de 12 horas. Entre aqueles que dormiam mais de 12 horas, a incidência de obesidade era de 7% ao completar os três anos, porém entre os que dormiam menos era de 12% ao chegar na mesma idade. Considerando o fato que a criança assista a duas ou mais horas de televisão diariamente, a porcentagem de obesos sobe para 17%.

Notícia retirada da fonte:

Terra

Por Carla Destro para RedePsi

,

Comments are closed.