A análise do filme “As Horas” através de um olhar feminino: a morte, a solidão e a falta de sentido

Resumo

O objetivo deste trabalho é de caráter teórico, visando aprofundar o estudo e reflexão do sentimento de solidão humano, especialmente no universo feminino. Para tanto, este TCC se baseia prioritariamente em três obras: a tese de Bernardo Tanis sobre o sentimento de solidão, “Os circuitos da Solidão”, um livro documental de Xinran, “As Boas Mulheres da China” e do filme “as Horas”, dirigido por Stephen Daldry. Algumas pesquisas acadêmico-teóricas foram feitas dentro da linha psicanalítica priordialmente para embasar o pensamento sobre o qual as análises foram feitas. A obra de Bernardo Tanis e Sergio Telles foram os principais elementos neste aprofundamento teórico. Para entrar na análise do filme “As Horas”, foi feito um levantamento da biografia de Virginia Woolf e de seu rico universo literário. Também a leitura do romance homônimo de Michael Cunningham foi usada como alicerce na análise e obtenção de dados para esta análise. Por se tratar de um tema abrangente, a divisão por núcleos de significação pareceu importante para um afunilamento das análises que pareciam muito amplas e difusas. Os temas morte, solidão e falta de sentido, surgiram como as questões que respondiam as primeiras indagações do presente trabalho e que resultavam numa possível compreensão deste universo delicado trazido pelo filme em questão.

Palavras-chave: universo feminino, solidão, Virginia Woolf

Para ler o artigo na íntegra clique aqui

About Carolina de Souza Rodrigues Torres

Atendimento clínico em psicoterapia de orientação psicanalítica em consultório particular. Atendo crianças, adolescentes, adultos e famílias em sessões semanais de 50 minutos, ampliando esta periodicidade em casos graves. Disponibilidade pela manhã e...
Comments are closed.