O cérebro na meditação: livros e teses

Hoje, dirigimos este texto para quem gosta de ler sobre meditação, e se pergunta o que aconteceria com nosso cérebro durante esse procedimento.

Depois de certo tempo de ausência (concluindo nosso Doutorado), voltamos a nos encontrar, para conversar sobre esse assunto que muito nos interessa – a meditação – aproveitando para indicar algumas leituras que explicam as alterações cerebrais decorrentes desta prática.

Neste mesmo site, na coluna "Reflexões sobre o Campo Psi", assinada por Adalberto Tripicchio, encontramos bons textos sobre os efeitos da meditação em nossa neuroquímica. Quem quiser usufruir de um desses textos, basta acessar o link: http://www.redepsi.com.br/portal/modules/soapbox/article.php?articleID=292

Entre os artigos já publicados, nenhum, mais do que o de Newberg & Iversen, descortinou a ação deste método sobre o sistema nervoso. Os autores apresentam, passo-a-passo, o que chamam de "bases neurais do complexo exercício da meditação". Aos acadêmicos, é permitido o livro acesso a esse artigo, buscando no link: http://bci.ucsd.edu/~pineda/COGS175/readings/Newberg.pdf

Em nosso país, dispomos do livro intitulado "Neurofisiologia da Meditação", de Marcello Danucalov e Roberto Simões (Ed. Phorte), resultante de uma monografia de revisão que compilou mais de mil artigos. Embora com abrangência que ultrapassa o simples processo meditativo, chegando até aos meandros da espiritualidade, o livro é uma boa opção de leitura. Aqueles interessados podem encontrá-lo no link: http://www.phorte.com/shopping/product_enlarge.php?id=204

Em meu próprio livro, "Medicina e meditação", também se fala alguma coisa sobre o assunto, porém de forma mais superficial. Quem quiser conferir, pode encontrá-lo no link: http://www.gruposummus.com.br/detalhes_livro.php?produto_id=939

Recentemente, contudo, foi lançado na Europa o ótimo livro de Sharida Nataraja, uma yogue, meditadora e pesquisadora sobre meditação, PhD em Neurofisiologia pela Universidade de Londres e pós-Doutora pela John Hopkins. Seu livro, intitulado "Blissful Brain", aborda, com felicidade e clareza incomuns, os intrincados processos neurofisiológicos envolvidos com esse método. Estou lendo, e gostando muito. Em minha opinião, ninguém havia conseguido, até então, um escrito que pudesse explicar, com razoável simplicidade, as conseqüências neurofuncionais da meditação. Um link próprio do livro o apresenta com mais detalhes: http://www.blissfulbrain.com/. Vale a pena um passeio por esse site. Os interessados em adquiri-lo podem fazê-lo de várias formas, entre elas via Amazon Books, através do link: Clique aqui

No Brasil, além de livros, também se produzem Teses sobre meditação. Até onde sei, o primeiro Doutorado sobre o tema, em nosso país, foi apresentado por Eliza Kozasa, ao Departamento de Psicobiologia da UNIFESP. Ela estudou os efeitos da meditação e de uma técnica respiratória sobre voluntários com queixa de ansiedade, mostrando bons resultados. Um resumo dessa interessante Tese pode ser lido em: clique aqui

No próximo dia 23 de junho (23/06/08), às 9 h, estarei – finalmente – apresentando meu próprio Doutorado, também na UNIFESP (Departamento de Obstetrícia). Nossa Tese fala sobre a definição operacional da meditação (já apresentada nesta coluna) e aplica esse processo operacional em um pequeno grupo de grávidas, estudando os efeitos psicofísicos da técnica. Os interessados podem obter maiores informações com a Sra Rosimeire (secretária do programa de pós-graduação da Obstetrícia), pelo telefone (11) 5571-0761.

Passado este Tsunami de apresentação de Tese, voltaremos a nos encontrar no próximo mês, quando conversaremos mais um pouco sobre meditação.

Agora, preciso meditar…

About Roberto Cardoso

Médico na área de Medicina Fetal e Medicina Integrativa.
Estuda e pesquisa meditação na UNIFESP.
Palestrante no meio médico e corporativo.

Comments are closed.