Pesquisa sobre o estudo do exercício profissional da Psicologia

Depois de quase vinte anos de uma extensa pesquisa que caracterizou a nossa profissão, estamos finalizando um novo e amplo estudo sobre o exercício profissional da Psicologia.
Depois de quase vinte anos de uma extensa pesquisa que caracterizou a nossa profissão, estamos finalizando um novo e amplo estudo sobre o exercício profissional da Psicologia.

Esse estudo, que está sendo financiado pelo CNPq, foi planejado por pesquisadores pertencentes a várias instituições de ensino superior espalhados por todo o país que de forma colaborativa e integrada, trabalham para produzir um novo livro sobre a profissão no Brasil. O livro deverá ser publicado até o fim do ano e será bastante útil na formação dos novos profissionais e na formulação de planos de ação para as nossas entidades profissionais e científicas.

No momento gostaríamos de contar com a sua colaboração para a complementação de dados relativos aos motivos de escolha da Psicologia e da área de atuação.

Dos 1650 psicólogos que responderam à pesquisa on line, mais de 70% afirmou ter escolhido a profissão e a área de atuação por vontade própria sem a influência de terceiros. Os fatores internos (interesses, habilidades e vocação) pesaram mais na decisão da escolha profissional e da área de atuação do que os fatores externos (remuneração, status da profissão e oportunidades no
mercado).

Este resultado condiz com a sua escolha da profissão e da área de atuação? Gostaríamos de ouvir você. O nosso interesse neste momento é compreender melhor os motivos que levam os psicólogos a escolherem a Psicologia e a área de atuação.
Se tiver interesse em dizer para nós um pouco mais sobre os motivos de escolha da Psicologia como profissão e de sua área de atuação, envie email para sggondim@ufba.br apresentando o seu ponto de vista sobre esta questão. Por favor, inclua as seguintes informações na sua resposta:

Área de atuação:
Conselho Regional a que está vinculado:
Ano de conclusão do curso:
Sexo:
Idade:
Titulação máxima:
Contamos com você para compreender os motivos de escolha da profissão e da área de atuação
em Psicologia.
Atenciosamente,

Coordenadores da Pesquisa
Antonio Virgílio Bastos e Sonia Gondim (UFBA)
         

Comments are closed.