Estudo diz que pessoas isoladas socialmente sentem mais frio

Um estudo realizado por pesquisadores canadenses sugere que pessoas que se sentem isoladas socialmente também sentem mais frio.
Um estudo realizado por pesquisadores canadenses sugere que pessoas que se sentem isoladas socialmente também sentem mais frio.

A equipe, da Universidade de Toronto, realizou dois estudos que mostraram que a sensação de solidão também está ligada à preferência por bebidas quentes, como chá ou sopa.

Na primeira experiência, os especialistas dividiram 65 estudantes em dois grupos e recolheram experiências pessoais de situações em que haviam se sentidos excluídos e em que haviam sido aceitos. Em seguida, pediram que os voluntários estimassem a temperatura da sala. Os palpites variaram de 12º C a 40º C, sendo que os que haviam comentado sobre seu isolamento ou solidão deram estimativas mais baixas em relação à temperatura.

No segundo experimento, os pesquisadores pediram a 52 estudantes que jogassem uma simulação de computador com uma bola.

A experiência teve o objetivo de avaliar reações de ganhadores e perdedores. Ao final dos testes, os especialistas pediram aos estudantes que expressassem suas preferências entre bebidas e comidas quentes ou frias.

Eles perceberam que os voluntários que não haviam se saído bem na partida optaram mais por bebidas quentes, como café e sopa. Os cientistas sugeriram que a escolha é resultado da "sensação de frio que sentem por causa da exclusão social".

Chen-Bo Zhong, que coordenou a pesquisa, publicada na revista especializada Psychological Science, disse que "a experiência da exclusão social traz frio, literalmente".  "Isto pode explicar porque as pessoas usam metáforas relativas à temperatura para descrever a inclusão ou exclusão social", disse Zhong.

Notícia retirada da fonte:

BBC Brasil

Comments are closed.