Como nos vemos…

No nosso dia a dia percebemos como a auto – imagem está em todos os setores da nossa vida. Por exemplo: em uma relação profissional, social e até mesmo amorosa, por essa auto-imagem podemos perceber as motivações, as atitudes e habilidades, os pontos positivos e negativos de uma determinada pessoa. O modo de falar, agir, vestir ou até mesmo expor seus pensamentos pode fazer muita  diferença nas relações sociais de nosso cotidiano.
No nosso dia a dia percebemos como a auto – imagem está em todos os setores da nossa vida. Por exemplo: em uma relação profissional, social e até mesmo amorosa, por essa auto-imagem podemos perceber as motivações, as atitudes e habilidades, os pontos positivos e negativos de uma determinada pessoa. O modo de falar, agir, vestir ou até mesmo expor seus pensamentos pode fazer muita  diferença nas relações sociais de nosso cotidiano.

Cuidar da nossa auto – imagem deixou de ser somente uma questão pessoal, percebemos sua influência em outras áreas de nossas vidas.  E podemos assim nos questionar, até que ponto a forma que nos vemos pode ser positiva ou negativa?

Cada pessoa tem uma imagem de si mesma e a maneira como ela vive é o resultado dessa imagem. Como nos vemos determina a maneira como vivemos, a nossa auto – imagem é construída pela contribuição de vários fatores, como educação, estímulos familiares, experiências de vida, e até mesmo das palavras que ouvimos e que demos credibilidades, entre outros. Uma pessoa que vive no meio de violência física, ataques verbais, pensamentos pessimistas como: “você é um burro, você não vai conseguir, nada dá certo pra você, etc.”, faz com que a pessoa adquira um pensamento negativo e tenha hábitos de acordo com o ambiente em que vive.

Muitos pais desejam que seus filhos sejam aquilo que eles querem, e os filhos acabam deixando de lado seus sonhos para realizar os sonhos e desejos dos pais. Por isso é importante cuidarmos do ambiente que freqüentamos e com pessoas que estão ao nosso redor, sem sermos tão influenciados pelos pensamentos e desejos de outros.
 
O que acontece é que muitas pessoas não buscam o que querem, talvez por uma influência externa, ilusão de grandes salários ou realizações dos pais, e acabam não correspondendo e seguindo aos seus próprios anseios. Cada indivíduo tem seu próprio estilo, seu jeito particular de encarar os desafios e problemas, e neste momento o conhecimento de sua auto-imagem pode ser uma porta para alcançar os seus objetivos.

É importante compreender o que se passa ao nosso redor, aceitar as diferenças e acima de tudo compreender o seu interior, sua opinião sobre você mesmo. Quanto mais você estiver bem com você mesmo, será mais fácil aceitar as abordagens de outras pessoas, e independente disso seguir o que deseja.

A auto – imagem passa a ser negativa quando você passa a depender de uma imagem falsa, baseada em ilusões, sejam por influencia familiar ou social, assim tendo uma imagem distorcida daquilo que realmente você é. E essa auto-imagem acaba influenciando no comportamento e na percepção que temos da realidade. Ao nível do ego a pessoa não se identifica com seu próprio ser e sim com um conceito dela mesma construída.

www.equilibriovida.com.br

Comments are closed.