A mentira sob o ponto de vista da análise do comportamento

7ª Jornada de Análise do Comportamento – UFSCar. 2008

Zambelli, C. L.[1]; Carollo, T. R.[1]; Faleiros, P. B.[2]; Táboas, A, M, A.[1];
cris_lz@hotmail.com

[1]Centro Universitário Hermínio Ometto – UNIARARAS
[2]UNIARARAS, UNIMEP, USP-SP

 O objetivo do trabalho é abordar o tema mentira sob os pressupostos teóricos da análise do comportamento e expor quais as implicações práticas relacionadas ao tema. O comportamento de mentir ocorre quando o que uma pessoa fala não condiz com o que ela realizou ou vice-versa, ou seja, o comportamento verbal não condiz com o comportamento não-verbal. Essa não correspondência pode ser mantida por um reforço positivo ou por um reforço negativo, o reforço positivo, por exemplo, ocorre quando uma pessoa mente, de modo que impressiona outra. No reforço negativo a presença de um estímulo aversivo ocasiona uma fuga ou esquiva através de uma distorção de relato. Estudos realizados por analistas do comportamento (Beckert, 2005; Pergher e Sadi, 2003; Ribeiro, 2005; Valentim e Valle, 2004) têm investigado a ocorrência da mentira em crianças, por exemplo. Estes estudos mencionam que é mais vantajoso para a sociedade estabelecer contingências de reforçamento favoráveis ao desenvolvimento da correspondência entre dizer e fazer do que punir a não correspondência deste. Em qualquer área de atuação do psicólogo ele irá encontrar relatos distorcidos, cabe a ele identificar quais são os reforçadores desse
comportamento e treinar a pessoa para que  esse comportamento tenha a sua freqüência diminuída.

About RedePsi

Portal de Psicologia com Notícias, Artigos, Links e Serviços de Divulgação de Cursos, Eventos e Produtos da Área.

Comments are closed.