O problema das dietas restritivas

Infelizmente muitas pessoas que desejam emagrecer acabam caindo em armadilhas, e então seguem dietas restritivas que podem fazer muito mal à saúde.

Um exemplo desse tipo de regime é a chamada dieta da USP (http://emagrecimentourgente.com/dieta-da-usp-original-funciona-mesmo/). Apesar de ter esse nome, essa dieta não tem nada a ver com a conceituada Universidade de São Paulo, na verdade, esse nome é apenas uma estratégia para dar alguma credibilidade a esse regime restritivo e rígido.

As dietas restritivas, além de oferecerem riscos à saúde, não provocam emagrecimento real, já que a ingestão insuficiente de nutrientes leva o organismo a reduzir o metabolismo, de maneira a economizar energia. Assim, as pessoas muitas vezes realmente perdem peso durante o período do regime radical, no entanto, o emagrecimento se deve à perda de água, e não de gordura.

A desaceleração do metabolismo provocada por uma dieta restritiva, como a dieta da Proteína, por exemplo, favorece o chamado efeito sanfona. Isso acontece pelo seguinte motivo: a redução do metabolismo faz com que o corpo gaste menos energia, assim, quando a pessoa termina a dieta e volta a comer normalmente, seu corpo acaba estocando uma grande parte da energia dos alimentos ingeridos, já que não precisa de toda aquela energia para funcionar. O que costuma acontecer é que a pessoa ganha todo o peso novamente, então se sente frustrada, e pode sofrer com ansiedade e desmotivação, o que favorece ainda mais alguns comportamentos disfuncionais que contribuem para a permanência do quadro de obesidade.

Muitas pessoas estão fazendo pesquisas na internet utilizando os seguintes termos: como emagrecer rápido, emagrecimento urgente, como perder barriga rápido, preciso emagrecer urgente. Isso demostra que as pessoas estão sofrendo muito por causa do excesso de peso, e isso é muito preocupante.

Os profissionais de saúde precisam estar sempre buscando maneiras de ajudar esse público, visto que a obesidade está se tornando um problema bastante complexo no mundo inteiro.

About Andersonc

Formado em Psicologia pela PUC Minas.

One Response to O problema das dietas restritivas

  1. João Silva 31 de janeiro de 2016 at 17:16 #

    Hoje em dia é muito comum passarmos uma temporada com alguns quilinhos a mais, uma barriguinha saliente ou até mesmo a vida toda… Mas isso vai acabar! O primeiro passo para emagrecer a região abdominal é ter força de vontade e realmente estar focado em alcançar o objetivo. Não adianta falar “Ah… eu quero perder bariga”, mas não fazer o necessário para que isso aconteça.
    http://perderbarriga.leadlovers.com/red