Neurocientista questiona efeito de bebida que promete diminuir o stress e aumentar a capacidade de atenção

Uma nova bebida energética (não-alcoólica) lançada nos Estados Unidos começa a causar polêmica entre neurocientistas. O produto é o Jones Gaba, que promete diminuir o stress e aumentar a capacidade de atenção. O segredo está na formulação, que contém GABA, neurotransmissor de ação inibitória. Vendido em latas, o produto conta com a chancela do médico americano Michael Murray, que segundo o site www.jonesgaba.com, mantido pela empresa Jones Soda, que comercializa o produto é uma das maiores autoridades em medicina natural e efeitos positivos do GABA. Mas, segundo o neurocientista Vaughan Bell, da Universidade de Londres, há evidências suficientes de que o neurotransmissor, uma vez ingerido, não cruza a barreira hematoencefálica e, portanto, não chega ao sistema nervoso central.

Uma nova bebida energética (não-alcoólica) lançada nos Estados Unidos começa a causar polêmica entre neurocientistas. O produto é o Jones Gaba, que promete diminuir o stress e aumentar a capacidade de atenção. O segredo está na formulação, que contém GABA, neurotransmissor de ação inibitória. Vendido em latas, o produto conta com a chancela do médico americano Michael Murray, que segundo o site www.jonesgaba.com, mantido pela empresa Jones Soda, que comercializa o produto é uma das maiores autoridades em medicina natural e efeitos positivos do GABA. Mas, segundo o neurocientista Vaughan Bell, da Universidade de Londres, há evidências suficientes de que o neurotransmissor, uma vez ingerido, não cruza a barreira hematoencefálica e, portanto, não chega ao sistema nervoso central.

Bell explica ainda em seu blog, o Mind Hacks (www.mindhacks.com), que a aprovação do Jones Gaba se baseou em apenas dois estudos, um com 13 pessoas e outro com oito, os quais usaram medidas indiretas (concentração de GABA na saliva e eletroencefalograma) em vez de avaliar realmente o stress e a atenção. O Jones Gaba não é o único produto que contém esse neurotransmissor para supostamente melhorar o desempenho mental. O primeiro foi a bala Aha! Brain, lançada no Japão no ano passado. Para Bell, não passam de uma infeliz combinação de “junk food” com “junk science”.

Fonte: Viver Mente e Cérebro

,

Comments are closed.