Ver TV antes dos dois anos não traz benefícios, indica estudo

Um estudo que acompanhou crianças do nascimento até os três anos mostrou que ver TV antes dos dois anos de idade não melhora a linguagem nem as habilidades visuais e motoras.

Um estudo que acompanhou crianças do nascimento até os três anos mostrou que ver TV antes dos dois anos de idade não melhora a linguagem nem as habilidades visuais e motoras.

A pesquisa, realizada pelo Children's Hospital Boston e pela Harvard Medical School (EUA), reafirma diretrizes atuais da Academia Americana de Pediatria, que recomendam que bebês não assistam à televisão antes de completar dois anos, e sugere que características maternas, da criança e do ambiente doméstico influenciam mais o desenvolvimento cognitivo da criança.

O estudo analisou dados de 872 crianças. Foram feitas visitas às mães e às crianças imediatamente após o nascimento, aos seis meses e aos três anos, e as mães completaram questionários por e-mail sobre os hábitos televisivos dos filhos no primeiro e no segundo ano de vida.

O estudo mostrou que a exposição crescente das crianças à televisão não é benéfica para o desenvolvimento cognitivo, mas também não é prejudicial. O conteúdo dos programas e vídeos não foi considerado.

Os pesquisadores disseram que novos estudos são necessários, mas alertaram pais e pediatras sobre a existência de pesquisas que sugerem que ver TV antes dos dois anos faz mais mal do que bem -o hábito já foi associado a maior risco de obesidade, problemas de atenção e queda na qualidade do sono. O importante, dizem, é que bebês não se beneficiam, de nenhuma forma, de ver televisão.

Fonte: Folha Online

About RedePsi

Portal de Psicologia com Notícias, Artigos, Links e Serviços de Divulgação de Cursos, Eventos e Produtos da Área.

Comments are closed.