Como trabalhar a questão da violência na família?

Resumo da palestra que será realizada no dia 15/08/2009 no I Encontro de Psicólogos de Barretos

Palestrante: Ana Stelko-Pereira

Situações de violência na família são freqüentes e acaba sendo comum os psicólogos terem que lidar com essas. Entende-se por violência tanto eventos de agressão física, quanto verbal (como, xingamentos, ameaças, exclusão), sexual (carícias sem consentimento, estupro), negligência (não oferecimento das condições necessárias para um adequado desenvolvimento infantil) e contra o patrimônio (destruição proposital do bem de outro, roubo). Há fatores de risco para a ocorrência da violência na família, tais como: pobreza, desemprego, situação de luto, histórico de vitimização de um dos familiares, abuso de substâncias, transtornos mentais, etc. Porém, existem fatores de proteção, tais como: oportunidades de lazer, extensa rede de apoio (posto de saúde, familiares próximos, amigos), pertencimento a grupos (clubes, igrejas, associações), participação em treinamento de pais e alto nível de instrução escolar. O psicólogo pode atuar nessa realidade de diferentes maneiras, seja agindo preventivamente, como realizando treinamento de pais, terapia de casal, treinamento de habilidades sociais, ou remediativamente, como auxiliando a mulher/criança vítima de violência a superar os traumas sofridos, sair da situação de agressividade e buscar as autoridades competentes. Adicionalmente, pode auxiliar indivíduos agressivos a resolver problemas de modo pacífico, desenvolvendo sentimentos de empatia. Assim, a palestra pretende mostrar esse panorama da violência na família, apresentando estratégias de atuação do psicólogo.

Palavras-chave: violência familiar, intervenção do psicólogo, vitimização.

Para saber mais, clique aqui

About RedePsi

Portal de Psicologia com Notícias, Artigos, Links e Serviços de Divulgação de Cursos, Eventos e Produtos da Área.

Comments are closed.