“A intervenção social do analista do comportamento e a ética limites” behaviorista radical: possibilidades e limites”

 “Possibilidades e limites da ética behaviorista radical”

8ª Jornada de Análise do Comportamento – UFSCar – 2009

Palestrante: Alexandre Dittrich
Universidade Federal do Paraná (Curitiba)

Resumo:

Ao tratar de ética, o behaviorista radical está tratando das conseqüências de sua atividade e da atividade de outros, sejam imediatas ou de longo prazo. A maioria dos behavioristas radicais entende que a principal conseqüência a ser produzida por esta comunidade deveria ser a sobrevivência das culturas. Isso significa criar condições para que as culturas enfrentem seus problemas e garantam sua continuidade. Alguns problemas relacionados a esta posição merecem análise cuidadosa: (1) Não há como justificar a sobrevivência das culturas enquanto valor (conseqüência) de forma absoluta; (2) Mesmo que haja concordância quanto a este valor, pode haver discordância sobre quais as formas mais efetivas de produzi-lo; (3) Ao enfrentar discordâncias, seja em relação a seu valor fundamental, seja em relação às formas de produzi-lo, o behaviorista radical deverá posicionar-se politicamente perante grupos com poder especial de decisão, buscando “convencê-los” da pertinência de suas propostas.

About RedePsi

Portal de Psicologia com Notícias, Artigos, Links e Serviços de Divulgação de Cursos, Eventos e Produtos da Área.
Comments are closed.