Origem, Diagnóstico e Tramento da Ansiedade

A ansiedade é uma sensação ou sentimento decorrente da excessiva excitação na descarga de Noradrenalina no Sistema Nervoso Central por motivos injustificáveis ou desproporcionais. Preocupar-se e ficar ansioso não é apenas uma reação normal, mas necessária para a boa adaptação individual à sociedade e ao ambiente. No entanto, a nossa mente precisa de conforto e segurança para usufruir a sensação de repouso e bem estar.
A ansiedade é desencadeada por preocupações. A vida moderna, urbana estimula em demasia a nossa mente, prevendo raciocínios e soluções rápidas que favorecem o desencadeamento dos estados ansiosos.  Quando a nossa percepção nos alerta para o perigo ou para o desconhecido, estimula o nosso corpo para a luta ou para a fuga como um mecanismo quase automático e dispara para o estado ansioso.

Os fatores podem ser diversos como a perda de status, de poder econômico, de afeto, de privilégios, de expectativas, de possibilidades de concretizar interesses, de traumas, perdas, grandes sustos entre outros dentre uma extensa lista. A principal característica sinalizadora da ansiedade é uma aceleração do pensamento, causando certa confusão mental, seguida de ineficiência de ações que configura um círculo vicioso de precisar ter tudo sob controle sem que isto seja possível. Para combater a ansiedade é preciso, primeiro, identificá-la. Para isso, vale atentar-se para os seus principais sintomas:- Tensão muscular;- Inquietação motora;- Respiração acelerada e pensamento agitado;- Nervosismo, sensação de estar no limite;- Dificuldade de concentração e freqüentes esquecimentos;- Irritabilidade;- Dificuldade para dormir ou sono insatisfatório;- Sudorese;- Cefaléia;- Roer unhas, arrancar fios de cabelo;- Compulsão para falar (e dificuldade de ouvir, absorver e entender); etc.

Algumas variantes dos sintomas do transtorno de ansiedade são os vícios, os mal hábitos, que também estão relacionados aos transtornos compulsivos como o vício de fumar, de álcool, de comer. De forma não voluntária, os ansiosos buscam alívio imediato para sua ansiedade e acabam por apresentar doses a mais de sofrimento ao tratar-se. Acredita-se que a ansiedade tem pré-disposição genética e neste caso, suas manifestações podem ocorrer precocemente, sendo a pessoa desde cedo uma criança agitada, às vezes hiperativa, que chora com facilidade e apresenta dificuldade para dormir.  O sentimento crônico da ansiedade com repetição de crises regulares que perduram o período de seis meses, acarretam outros problemas psicológicos como a Síndrome do Pânico, a Fobia Social, o Transtorno Obsessivo Compulsivo e outros inúmeros quadros clínicos que exigem acompanhamento especializado

Felizmente, o tratamento do Transtorno de Ansiedade, quando diagnosticado de forma assertiva, conta com a eficácia da medicação e psicoterapia. Os medicamentos irão agir no equilíbrio e ajuste dos neurotransmissores cerebrais enquanto que a psicoterapia entra com técnicas específicas que visam mudar o sistema de crenças errôneas sobre si e enfrentar situações que causam desconfortos.Um tratamento sério oferece subsídios para enfrentar as adversidades, mostrando que o problema que antes parecia intransponível, é possível ser superado. Quanto mais equilibrada, harmônica e coordenada estiver a mente, maior será a sensação de calma e paz de espírito.

Comments are closed.