Alimente-se com a mente

A pirâmide de Maslow reflete graficamente as necessidades humanas e para que possam ser atendidas, em alguns casos é necessário a posse e uso dos recursos financeiros.    
De fato, a necessidade fisiológica  compele o ser humano a obedecer o seu instinto de sobrevivência atendendo a anseios naturais. A prudência pode ser um bom caminho a ser trilhado nas diversas áreas desta vida. Nós somos aquilo que comemos. Se comemos mal ou dentro de uma proporção que não apenas nos satisfaça, estaremos acumulando problemas em troca de prazeres momentâneos. A vida apenas pela satisfação tem conseqüências emocionais, invisíveis e temporais.             

Conseqüência da necessidade fisiológica, o prazer de alimenta-se está causando preocupação no mundo atual, pois muitas pessoas hoje vivenciam um momento de excesso de peso. Algumas possuem tendências hereditárias e outras que causas psicológicas. Mas qual é o verdadeiro fator existente por trás da famosa “gordurinha” ?  Hoje já se sabe que são diversos fatores porém, o fácil acesso que hoje se tem às comidas calóricas como gorduras, frituras, rodízios, bebidas alcoólicas, refrigerantes, fast foods e comidas industrializadas que são de fácil preparo, traduzem a busca desenfreada para preencher não apenas o estomago mas principalmente a mente. Substituir as necessidades emocionais por um objeto de desejo (aqui no caso, a comida) estabelecendo hábitos alimentares desenfreados traz como conseqüência mais ansiedade e frustração multiplicando novas necessidades e criando-se um círculo vicioso.      

Esse acesso existe por preços mais baixos, porém o que você precisa saber é o que conta realmente está naquilo que seu corpo precisa ingerir. Será que só por ser fácil o acesso você precisa realmente consumir tudo? Consumir certos alimentos de vez em quando não tem tanto problema. O problema existe no excesso desse consumo. Por exemplo, ir uma vez por mês para ir em rodízio não é o problema, mas todos os finais de semana torna-se um costume prejudicial que agride o corpo e a mente.      

Para evitar essas tentações e não extrapolar nas guloseimas, aqui seguem algumas dicas:

* Dedique mais tempo no preparo de sua alimentação;
    
* Mude o hábito de passeio gastronômico por outros mais saudáveis;
    
* Evite ficar muito tempo sem se alimentar;
    
* Se possível faça uma refeição leve e saudável antes de ir ou sair;
    
* Prefira restaurantes self-service a rodízios;
    
* Prefira passeios que não se exponha diretamente a tentações alimentares como cinemas, pracinhas, encontros residências, boliche, teatros e etc..
    
* Substitua a bebida alcoólica por bebidas naturais;
    
* Substitua comida industrializada por comidas naturais.

Lembre-se, você ingeri o que você quer. Será que então não vale a pena mudar suas escolhas alimentares por hábitos mais saldáveis e ganhar com isso uma auto-estima mais elevada além de uma melhor aparência física, libertando-se do excesso de peso e sem gordurinhas?            

Para isso e só tornar consciente todas as dicas aqui expostas, lembrando que depende de você optar por essas escolhas.

Você é capaz!  Então.. Mude agora mesmo e seja mais feliz! 

About Psicóloga Marcela Bezerra Dias

Comments are closed.