Tratamento de psicose é mais rápido perto da família

Pesquisadora acompanhou 200 pacientes em busca de fatores de risco.

Pesquisadora acompanhou 200 pacientes em busca de fatores de risco.

Morar com parentes próximos faz com que pessoas com transtornos psicóticos procurem serviços de saúde mental mais rapidamente(em média 4,1 semanas depois dos primeiros sintomas da doença) do que os que moram longe dos familiares, segundo dissertação de mestrado defendida na Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) pela terapeuta ocupacional Alexandra Martini de Oliveira.

A pesquisadora acompanhou 200 pacientes residentes na capital paulista, em busca de fatores de risco que influenciam o tratamento desses distúrbios caracterizados por delírios, alucinações e, em alguns casos, desorganização do pensamento e da fala. Os resultados mostraram também que os indivíduos que não trabalhavam demoravam duas vezes mais para procurar os serviços de saúde do que os que tinham ocupação. Segundo a autora, as evidências mostram a importância da família e dos círculos sociais para a procura de tratamento.

Fonte: Mente & Cerebro

Comments are closed.