Resiliência pode ser herdada geneticamente, diz estudo.

É o que sugere o estudo desenvolvido por Tony Vernon, da Universidade de Western Ontário, no Canadá, de acordo com o site da revista Viver Mente & Cérebro.
É o que sugere o estudo desenvolvido por Tony Vernon, da Universidade de Western Ontário, no Canadá, de acordo com o site da revista Viver Mente & Cérebro.

Durante a pesquisa, foram acompanhados 219 pares de gêmeos, um total de 438 participantes, os quais preencheram um questionário que investigava contribuições genéticas e ambientais de quatro fatores associados à  resiliência. A saber: controle sobre a própria vida, comprometimento; confiança; e disposição para encarar novos desafios.

Os dados da pesquisa demonstraram que 52% das variáveis que determinam à resiliência
são herdadas, e podem estar associadas à extroversão.

Pessoas resilientes são mais resistentes diante das frustrações, não entrando, com tanta facilidade, em um estado de abulia, conforme explica Peter Clough, da Universidade de Hull, no Reino Unido, que desenvolveu o questionário. Isto, no entanto, não significa negar o sofrimento e a decepção; mas, por outro lado, não permanecerem na bipolaridade "tudo ou nada", partindo para a busca de soluções para a situação sem perder o contato com o luto.

About RedePsi

Portal de Psicologia com Notícias, Artigos, Links e Serviços de Divulgação de Cursos, Eventos e Produtos da Área.

Comments are closed.