Preferência materna por um filho pode levar à doença

É o que dizem os dados da pesquisa realizada por Karl Pillemer com contribuição de Jill Suitor (da Universidade de Purdue), no qual foram entrevistadas 275 famílias (e mais de 670 irmãos), noticiada pelo portal O Que Eu Tenho, da UOL.

É o que dizem os dados da pesquisa realizada por Karl Pillemer com contribuição de Jill Suitor (da Universidade de Purdue), no qual foram entrevistadas 275 famílias (e mais de 670 irmãos), noticiada pelo portal O Que Eu Tenho, da UOL.

De acordo com os pesquisadores, perceber o favoritismo da mãe por um irmão tem impactos profundos no bem estar psicológico de um indivíduo, mesmo depois que este sai de casa.

Mesmo para o irmão "preferido" podem haver resultados negativos, diz o estudo.
 
Este favoritismo representa a quebra de um tabú que diz que os pais devem tratar igualmente seus filhos e, caso o profissional de saúde perceba alguma desigualdade no modo como os pais tratam os seus filhos, é de extrema importância uma intervanção
direcionada a correção disto.

Fonte: Portal O Que Eu Tenho.

About RedePsi

Portal de Psicologia com Notícias, Artigos, Links e Serviços de Divulgação de Cursos, Eventos e Produtos da Área.

Comments are closed.