Internet em excesso pode contribuir para o desenvolvimento de quadro depressivo

É o que dizem os dados de uma pesquisa publicada no periódico online da associação Médica Americana, Archives of Pediatrics & Adolescent Medicine, de acordo com o Portal o Que Eu Tenho.

É o que dizem os dados de uma pesquisa publicada no periódico online da associação Médica Americana, Archives of Pediatrics & Adolescent Medicine, de acordo com o Portal o Que Eu Tenho.

Para que fosse possível chegar a esta conclusão, mais de 1000 adolescentes sem evidência de transtornos mentais foram acompanhados por um período de nove meses, durante os quais, foram submetidos a testes de ansiedade, depressão e avaliação do uso da internet.

Entre os participantes, 93,3% foram classificados como usuários normais da internet. Os outros 6,4% foram considerados usuários com vício moderado ou severo. O uso mais comum de internet, de acordo com o site, foi para diversão (45%), seguindo-se por busca de informação (28,1%), comunicação com amigos (26,4%) e, outros usos, um total de 0,5%.

Após 9 meses de acompanhamento, 8,4% dos adolescentes apresentaram scores altos nas escalas de depressão. Nos usuários considerados viciados, os scores na escala chegavam a ser duas vezes maiores.

Fonte: Portal O Que Eu Tenho.

,

Comments are closed.