Pesquisa garante precisão em avaliação psiquiátrica feita à distância

É o que dizem os dados dos pesquisadores da Universidade da Califórnia, conforme notícia publicada no diário da saúde.

É o que dizem os dados dos pesquisadores da Universidade da Califórnia, conforme notícia publicada no diário da saúde.

A chamada "teleconsulta" pode ser feita por meio de gravações de imagens ou voz, nas quais os pacientes relatam seus problemas e enviam por e-mail para o Psiquiatra responsável.

Os participantes da pesquisa passaram por consulta com duração de 20 a 30 minutos com clínicos gerais. Estas entrevistas eram gravadas e enviadas para os especialistas, os quais realizavam a análise, deram o diagnóstico e realizaram alterações nas medicações.

A notícia publicada no site diário da saúde não fala a respeito da quantidade de consultas que eram realizadas para que as prescrições terapêuticas fossem realizadas. A natureza complexa dos diagnósticos dados – incluindo esquizofrenia e diversos transtornos de humor -, deve ser questionada: mesmo avaliações presenciais apresentam sérias dificuldades para o fechamento de certos diagnósticos. Qual a confiabilidade de uma avaliação realizada a distância?

Fonte: diário da saúde.

Comments are closed.