Descoberta conexão entre TDAH e genética

Pesquisadores da Cardiff University, no País de Gales, Grã-Bretanha, afirmam ter descoberto as raízes genéticas deste transtorno, tão comum hoje em dia. A pesquisa foi publicada na The Lancet, reconhecida revista médica, e a notícia é do portal G1.

Pesquisadores da Cardiff University, no País de Gales, Grã-Bretanha, afirmam ter descoberto as raízes genéticas deste transtorno, tão comum hoje em dia. A pesquisa foi publicada na The Lancet, reconhecida revista médica, e a notícia é do portal G1.

De acordo com os pesquisa, esta condição decorre de um problema no cérebro, e não de uma dificuldade dos pais em educar seus filhos.
 
Para se chegar a este resultados, foram analisados os códigos genéticos de 366 crianças com o diagnóstico de Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade. Os DNA's destas crianças foram comparados com amostras de DNA de 1.047 crianças sem o diagnóstico. A partir da análise dos dados, constatou-se que 15% (apenas 57, entre as 366 estudadas) das crianças portadoras do transtorno tinham alterações grandes e raras em seu DNA, em comparação com apenas 7% do outro grupo.

O estudo já vem sendo questionado por diversos especialistas da área. Eles alegam que o grupo de crianças estudadas que apresentou alterações no DNA é muito pequeno, e que na maioria dos casos, o transtorno decorre
da combinação de fatores biológicos e ambientais.

Fonte: portal G1.

,

Comments are closed.