Criação de doenças para venda de remédio

Uma análise publicada no "British Medical Journal" acusa a indústria farmacêutica de financiar pesquisas com o objetivo de transformar falta de desejo feminino em doença, com o objetivo de vender remédios. A
notícia é da Folha Uol.

Uma análise publicada no "British Medical Journal" acusa a indústria farmacêutica de financiar pesquisas com o objetivo de transformar falta de desejo feminino em doença, com o objetivo de vender remédios. A
notícia é da Folha Uol.

O autor do texto, Ray Moynihan, professor da Universidade de Newcastle, Austrália, e jornalista de saúde, alega que o laboratório Pfizer financiou cursos em hospitais dos EUA dizendo que 63% das mulheres tem alguma disfunção sexual, e que a testosterona e a sildenafila – componentes do viagra, produzido pelo laboratório – seriam úteis para o tratamento do problema.

Em junho, no Brasil, a Boehringer apresentou o medicamento Flibanserin como um meio de solucionar a falta de desejo em mulheres. No mesmo mês, a eficácia do medicamento foi questionada pela agência reguladora de medicamentos dos EUA.

Conforme explica o psiquiatra Sérgio Campanella, a falta de libido não pode ser resolvida por meio de ingestão de substâncias químicas, mas pela identificação de fatores psíquicos envolvidos na questão.

Fonte: folha uol

About RedePsi

Portal de Psicologia com Notícias, Artigos, Links e Serviços de Divulgação de Cursos, Eventos e Produtos da Área.

Comments are closed.