Metacontingências e Reforçadores Arbitrários, Naturais, Imediatos e de Longo Prazo: uma revisão de literatura

Vivian Bonani de Souza1 vivinha_souza@yahoo.com.br 1 Departamento de Psicologia, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho – Campus Bauru

A literatura na Análise do Comportamento tem mostrado a possibilidade de intervenção em práticas culturais, por meio do instrumento conceitual de metacontingências. Porém, alguns procedimentos práticos, bem como a exploração dos conceitos introduzidos como fundamentais no planejamento cultural, ainda permanecem pouco claros ou limitadamente consolidados, indicando possíveis demandas, tanto conceituais e práticas, no que se refere aos procedimentos de delineamento cultural. Nesse sentido, o presente trabalho apresenta os resultados parciais da primeira etapa do projeto de Iniciação Científica, intitulado Análise cultural via metacontingências: como se articulam reforçadores arbitrários, naturais, imediatos e de longo prazo?, que tem como objetivo a revisão na literatura dos conceitos de reforçadores arbitrários, naturais, imediatos e reforçadores de longo prazo (ou atrasados), relacionados às práticas culturais, especialmente face à recente utilização da unidade conceitual de metacontingências. A seleção de textos, da obra de Skinner bem como textos de literatura secundária, cujos temas tratados forma aqueles que apresentaram os conceitos de reforçadores arbitrários, reforçadores naturais, reforçadores de curto prazo e reforçadores de longo prazo, relacionados ao planejamento de práticas culturais esá sendo realizada por meio pesquisas em periódicos nacionais (Capes Qualis Periódicos Nacionais e plataforma SCIELO), na literatura publicada por Skinner e seus comentadores e na coleção como Sobre Comportamento e Cognição. Como resultados, foram selecionados, até o momento, cerca de 25 textos, entre artigos e capítulos de livros, que apresentam como conteúdos estudos teóricos e empíricos e estudos sobre metacontingências ou planejamento de práticas culturais que incluam os conceitos de reforçadores naturais, arbitrários, imediatos e de longo prazo, relacionados ao planejamento de práticas culturais. Pode-se concluir que são pouco os textos encontrados, sendo que estes tratam-se, em uma maior proporção, de textos teóricos que pouco propõem procedimentos práticos envolvendo os conceitos de reforçadores para o planejamento de práticas culturais, demonstrando que dificuldades de medida e de delineamento envolvidos nas práticas culturais, existem e precisam ser superadas pelos analistas do comportamento.  

About RedePsi

Portal de Psicologia com Notícias, Artigos, Links e Serviços de Divulgação de Cursos, Eventos e Produtos da Área.

Comments are closed.