Mesmo uso leve de maconha pode causar danos no cérebro.

A pesquisa que chegou a esta conclusão foi realizada pelo Laboratório de Neurociências Clínicas (LiNC), da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). A notícia é do Portal Uol.

A pesquisa que chegou a esta conclusão foi realizada pelo Laboratório de Neurociências Clínicas (LiNC), da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). A notícia é do Portal Uol.

O estudo realizado pela Neuropsicóloga Maria Alice Fontes, sob orientação de Acioly Tavares de Lacerda, conclui que usuário leve de maconha sofre danos nas chamadas "funções executivas" do cérebro, responsável por processar e organizar novas informações que nos são passadas diariamente e  que precisem de planejamento, memória operacional, atenção sustentada, inibição dos impulsos e pensamento abstrato.

De acordo com Lacerda, este é o estudo com maior amostra de usuários crônicos de maconha já analisada no mundo, por meio de testes neuropsicológicos; além de ser o primeiro que mostra que uso leve da droga – o que corresponde a cerca de dois cigarros por dia, de maneira crônica – parece desencadear danos expressivos no cérebro.

Fonte: Portal Uol

Comments are closed.