Caracterização psicológica dos objectivos e tendências da sociedade capitalista e da sociedade comunista

Neste artigo, caracteriza-se psicologicamente a sociedade capitalista e a sociedade comunista, com propostas quanto aos objectivos e tendências evolutivas dessas sociedades.

Baseando-me no meu artigo A inveja do pénis e a inveja do clitóris e suas implicações políticas ( Resende, 2010 ), é de considerar que o sistema patriarcal comunista e o sistema matriarcal capitalista, têm caracterizações e tendências, respectivamente, obsessivas e histéricas. Isto, tendo em conta que as tendências obsessivas são mais características no homem e as tendências histéricas mais características na mulher. Ora, nesse artigo, indico que devido à subcompensação narcísica característica do obsessivo, o comunismo terá a tendência para lidar com a morte, e com a imortalidade, particularmente através da imortalidade simbólica, enquadrado num sistema ateu, considerando aqui que o capitalismo terá essa tendência, mas num quadro religioso, em que se sobrevaloriza o valor da vida atribuído à Maternidade, pela sobrecompensação fálica característica nas sociedades capitalistas falocêntricas, que enquadram a imortalidade numa perspectiva religiosa.

Em A posição castrativa como complemento das posições modificadas de Melanie Klein ( Resende, 2010 ), surge a questão do histerismo como mais característico na mulher e o facto de esta ter vagina, enquanto receptáculo, relacionado com o ser penetrada de fora para dentro e de dentro para fora, no nascimento, associado a características introjectivas, que, propõe-se, caracterizam as bases psicóticas do histerismo no enquadramento borderline. Ter-se-à, para mais, a sobrecompensação fálica, com raiva narcísica, como característica das sociedades histéricas capitalistas, fundamentalmente falocêntricas.

Assim, considerar-se-à que, pela identificação com o falo, do homem, e considerando o sistema matriarcal e características já ditas, ter-se-à que o objectivo do histérico é auto-fecundar-se, ou seja, perpetuar-se, enquanto indivíduo, já que ter-se-à em conta a identificação referida, com a penetração da vagina, e a tendência da ejaculação e dos espermatozóides chegarem ao óvulo.
Pelo dito, considera-se a clonagem, de que muito se fala actualmente, enquanto meio de atingir a imortalidade, mas do indivíduo. Isto é coerente com a perspectiva do individualismo do Capitalismo. Comparativamente, ter-se-ia a tendência das sociedades comunistas em clonarem-se, mas ao nível das massas, na tendência para a imortalidade, o que é coerente com o internacionalismo comunista.

Perspective-se, ademais, o artigo Mecanismos de defesa e Mecanismos de ataque ( Resende, 2010 ), considerando a histeria de massas que surgirá nas sociedades capitalistas, para ter em conta que o capitalismo se caracterizará mais pelos mecanismos de ataque, com base em raiva narcísica, e que o comunismo caracterizar-se-à mais pelos mecanismos de defesa. Ou seja, o capitalismo caracterizar-se-à pela preservação da unidade das massas, através do controlo, a nível inconsciente, e preservação do ideal individualista a nível consciente, enquanto que o comunismo caracterizar-se-à pela preservação da unidade das massas a nível consciente e será pela preservação do individualismo a nível inconsciente. Estará aqui em contexto um verso do famoso músico Prince, que relativamente a uma contextualização capitalista, indica:   " Only the children born of me will remain! ", e a máxima Marxista: " O livre desenvolvimento de cada um promoverá o livre desenvolvimento de todos! ".

Em termos de sobrevivência, tenderá a haver um indivíduo capitalista controlado pela sociedade e uma sociedade comunista controlada por um único indivíduo. Em termos evolutivos, decorre que, se na sociedade capitalista tender a haver controlo, ou maior controlo, do indivíduo em relação à sociedade, a sociedade capitalista tenderá a extinguir-se, e, por outro lado, se na sociedade comunista tender a haver controlo, ou maior controlo, da sociedade em relação ao indivíduo, a sociedade comunista tenderá, ela própria, a extinguir-se.

Bibliografia

Resende, S. ( 2010 ). Mecanismos de defesa e Mecanismos de ataque in www.redepsi.com.br, em secção Artigos/Teorias e Sistemas no Campo Psi em 15/10/2010

Resende, S. ( 2010 ). A inveja do pénis e a inveja do clitóris e suas implicações políticas in www.redepsi.com.br, em secção Artigos/Teorias e Sistemas no Campo Psi em 15/10/2010

Resende, S. ( 2010 ). A posição castrativa como complemento das posições modificadas de Melanie Klein in www.redepsi.com.br, em secção Artigos/Teorias e Sistemas no Campo Psi em 08/11/2010 

About Sérgio Miguel Ramos Duarte Fortes Resende

Comments are closed.