Um Bilhão de pessoas não tem condições de pagar pela saúde.

Outros 100 milhões caem na pobreza, anualmente, em decorrência deste tipo de gasto. O alerta é da Organziação Mundial da Saúde.

Outros 100 milhões caem na pobreza, anualmente, em decorrência deste tipo de gasto. O alerta é da Organziação Mundial da Saúde.

De acordo com a ONU, tanto países ricos quanto pobres deveriam se empenhar mais em facilitar o acesso da população aos serviços de saúde. De acordo com a OMS, cerca de 20 a 40 por cento do que é gasto com a saúde é desperdiçado, seja na compra de medicamentos acima do preço e desnecessários, seja pela ineficiência hospitalar.

O estudo da OMS aponta, além disso, que metade dos remédios do mundo são prescritos, distribuídos ou vendidos de maneira inadequada e que metade dos pacientes não tomam o remédio conforme orienta a receita, o que pode levar ainda a necessidade de comprar uma quantidade maior de remédios.

Fonte: Portal UOL.

Comments are closed.