Influência da transmissão psemética por género e por tipo de personalidade

No presente artigo, perspectiva-se a transmissão dos psemes, enquanto unidades psicológicas de transmissão intergeracional, e baseados nos psitrões, partículas psíquicas que subjazem os psemes, de acordo com o género do progenitor e com o tipo de organização de personalidade, particularmente histérica ou obsessiva.

Antes de mais, considere-se os meus artigos acerca da evolução psicológica, dos psemes, Psemes: para além dos genes e dos memes ( Resende, 2010 ), Psemes: Evolução por Selecção Psicológica ( Resende, 2010 ), Evolução por Selecção Psicológica Lamarckiana ( Resende, 2010 ) e, ainda, Psitrões enquanto base dos psemes e suas relações com a histeria e a obsessão  ( Resende, 2010 ).
 
Resumidamente, os psemes são unidades psicológicas de transmissão intergeracional, que se constituem enquanto complexos inconscientes, e que evoluirão de geração para geração de forma Lamarckiana, ou seja, as suas características poderão ser alteradas durante a vida de um indivíduo, acontecendo que essas alterações adquiridas também poderão ser transmitidas às gerações seguintes.

Tem-se ainda que subjazendo os psemes, estarão os psitrões, que se constituirão enquanto partículas psíquicas, da mesma maneira que o inconsciente, ego e consciente se constituirão enquanto instâncias psíquicas. Considera-se, para mais, as características básicas da histeria, enquanto organização básica de personalidade tipicamente feminina, e da obsessão, enquanto organização básica de personalidade tipicamente masculina. Em termos de psitrões, a histeria terá por base psitrões curtos, associados à memória curta, daí o recalcamento histérico, e à inibição dos receptores psitrónicos associados à memória a longo prazo, enquanto que a obsessão terá por base psitrões longos, associados à memória a longo prazo, daí o juízo de condenação, com adiamento da satisfação, característico do obsessivo, e à inibição dos receptores psitrónicos associados à memória a curto prazo.

Relativamente à influência da transmissão psemética, ter-se-à que, com pai e mãe histéricos, o filho tenderá a se caracterizar por psitrões curtos, enquanto que com mãe e pai obsessivos, o filho tenderá a se caracterizar por psitrões longos. Haverá, portanto, respectivamente, dominância de psitrões curtos e de psitrões longos.

Já com mãe histérica e pai obsessivo, o filho tenderá a se caracterizar por psitrões longos, havendo dominância psemética da obsessão sobre a histeria, considerando-se, neste sentido, a importância e influência da presença da figura paterna na continuidade psicológica do indivíduo, e a característica psitrónica de os psitrões longos se caracterizarem psemeticamente por um maior alcance, talvez por razões filogenéticas.

Quanto a uma mãe obsessiva e a um pai histérico, e considerando o interrelacionamento dos factores em jogo, ter-se-à uma co-dominância dos psitrões curtos e longos, tendo em conta, sobremaneira, as diferenças, para o desenvolvimento do filho, da presença da figura materna e da presença da figura paterna. Neste último enquadramento de histeria e obsessão, perspective-se que, embora a mãe se caracterize por psitrões longos, e portanto, com uma transmissão psemética de maior alcance, o facto de um pai, tendo em conta a importância psicológica da presença da figura paterna, se caracterizar por psitrões curtos, levará a que, psitronicamente, se entre em co-dominância.

Bibliografia

Resende, S. ( 2010 ). Psemes: para além dos genes e dos memes in www.redepsi.com.br, em secção Artigos/Teorias e Sistemas no Campo Psi em 27/05/2010
Resende, S. ( 2010 ). Psemes: Evolução por Selecção Psicológica in www.redepsi.com.br, em secção Artigos/Teorias e Sistemas no Campo Psi em 01/09/2010
Resende, S. ( 2010 ). Evolução por Selecção Psicológica Lamarckiana in www.redepsi.com.br, em secção Artigos/Teorias e Sistemas no Campo Psi em 29/09/2010
Resende, S. ( 2010 ). Psitrões enquanto base dos psemes e suas relações com a histeria e a obsessão in www.redepsi.com.br, em secção Artigos / Teorias e Sistemas no Campo Psi em 24/11/2010

About Sérgio Miguel Ramos Duarte Fortes Resende

Comments are closed.