Cremesp reprova 68% dos fomandos em Medicina de São Paulo

Este ano, 43% dos formandos em Medicina de São Paulo foram reprovados na primeira fase do exame. Na segunda fase, 68% não conseguiram aprovação.

Este ano, 43% dos formandos em Medicina de São Paulo foram reprovados na primeira fase do exame. Na segunda fase, 68% não conseguiram aprovação.

Este é o índice de reprovação mais alto dos últimos 6 anos.Em 2009, apenas 4% não passaram na segunda fase e, em 2008, 10% não foram aprovados.

A primeira fase do exame é composta por por 120 questões distribuídas em 9 áreas básicas de conteúdo do curso. A nota mínima para aprovação é 6.

Aqueles que tiraram nota acima da média de corte foram para uma segunda fase do exame, composta por 40 questões distribuídas em sete áreas de conteúdo, que simulano computador diversas situações clínicas e problemas comuns à prática médica.

A idéia de um exame que avalia a aptidão dos recém formados para exercerem a profissão é interessante. Na Psicologia geralmente usa-se o argumento de que a diversidade teórica impede o exame, mas se esquecem que também existem divergências teóricas na medicina e no direito, por exemplo.

Fonte: Portal R7

About RedePsi

Portal de Psicologia com Notícias, Artigos, Links e Serviços de Divulgação de Cursos, Eventos e Produtos da Área.

Comments are closed.