Exemplo paradigmático relativo às tendências psicológicas e medos futuros das sociedades capitalistas

Neste artigo, dá-se um exemplo paradigmático relativo às tendências psicológicas e medos futuros das sociedades capitalistas, e o mesmo vem em sequência do meu artigo Tendências psicológicas e medos futuros das sociedades capitalistas ( Resende, 2010 ). O exemplo diz respeito ao Vai-Vém espacial Estado-Unidense e às características fóbicas da sua utilização.

Mas faça-se um resumo do artigo referido.

Assim, ter-se-à o capitalismo, e o capitalismo global contemporâneo, enquanto sistema baseado na religião, que constitui um símbolo de união entre as pessoas, nas suas relações psicológicas com o dinheiro, perspectivando-se estas características em termos de futuro da Humanidade. Mais especificamente, tem-se a caracterização borderline de sociedades capitalistas, como a estado-unidense, considerando-se a mesma tendência borderline do fenómeno religioso, particularmente enquadrado em sistemas capitalistas.

Para mais, tem-se a primazia do dinheiro no capitalismo, considerando-se psicologicamente, esse mesmo dinheiro, a nível anal, enquanto meio transitivo de relação externa entre o que está dentro e o que está fora. Estabelece-se, depois, o paralelo entre a fase anal do indivíduo, a nível ontogenético, e a fase da espécie, a nível filogenético, de vivência nas grutas, pela relação de vivência entre o que está dentro e o que está fora. Quanto à vivência nas grutas, realça-se a importância do fogo para o homem das cavernas, em que o mesmo era colocado à entrada da caverna, para proteger os indivíduos de perigos externos e para aquecimento interno.

Posteriormente, relaciona-se este fogo com a coluna de fogo que guiou as tribos hebraicas pelo deserto, perspectivando a importância da tradição judaico-cristã nas sociedades modernas, particularmente capitalistas.

Teríamos, então, como coluna de fogo moderna, a religião, enquanto modo de unir as pessoas, baseada na divinização do dinheiro, que, por sua vez, baseia-se na divinização do sistema matriarcal, enquadrado no Capitalismo. Este sistema estará, contemporaneamente, baseado na sexualidade feminina, pela importância da mesma para aquele sistema.

Considera-se a noção da utilização da sexualidade feminina para controlo do indivíduo e das massas, que, considerando os vários contextos, reverteria para uma paranóia anal.

Assim, um dos medos capitalistas será a desmistificação das tradições judaico-cristãs e da sexualidade feminina.

Teremos, então, em termos de futuro, e no contexto da exploração espacial, o medo capitalista de o " fogo " se extinguir, o que significará o medo do frio do espaço ou o medo de uma invasão alienígena.

Chegamos, pois, ao exemplo paradigmático, que é a utilização do Vai-Vém espacial, utilizado pelos Estados-Unidos, uma sociedade capitalista, com caracterizações fóbicas.

De facto, afigura-se o mecanismo relacional, na exploração espacial, de aproximação/evitamento, pelo ir e vir do Vai-Vém, perspectivando-se estratégias defensivas fóbicas de fuga para a frente e de evitamento, estratégias estas como consideradas por Houzel, Emmanuelli & Moggio ( Coord. ) ( 2004 ).

Perspectiva-se, ainda, que no Vocabulário da Psicanálise, Laplanche & Pontalis ( 1990 ) aproximam, mas não totalmente, a neurose fóbica da histeria de angústia. Isto seria coerente com as características histéricas da sociedade Estado-Unidense.

Bibliografia
Houzel, D., Emmanuelli, M. & Moggio, F. ( Coord.) ( 2004 ). Dicionário de Psicopatologia da Criança e do Adolescente         ( tradução portuguesa ). Climepsi Editores
Laplanche, J. & Pontalis, J. B. ( 1990 ). Vocabulário da Psicanálise ( tradução portuguesa ). Editorial Presença
Resende, S. ( 2010 ). Tendências psicológicas e medos futuros das sociedades capitalistas in www.redepsi.com.br, em secção Artigos/Teorias e Sistemas no Campo Psi em 26/11/2010

About Sérgio Miguel Ramos Duarte Fortes Resende

Comments are closed.