Cientistas identificam área do cérebro responsável pela espontaneidade

Um estudo do Instituto Max Planck de Ciências do Cérebro e Cognição Humana, em Leipzig, Alemanha, descobriu qual parte do cérebro é responsável pela espontaneidade. Esse fenômeno ocorre na amídala – uma região do cérebro, que não deve ser confundida com o órgão que se localiza no pescoço e também é conhecido como “tonsila”.

Um estudo do Instituto Max Planck de Ciências do Cérebro e Cognição Humana, em Leipzig, Alemanha, descobriu qual parte do cérebro é responsável pela espontaneidade. Esse fenômeno ocorre na amídala – uma região do cérebro, que não deve ser confundida com o órgão que se localiza no pescoço e também é conhecido como “tonsila”.

O estudo foi feito com o mapeamento do cérebro de músicos de jazz. Eles ouviam a gravações de outros músicos tocando e deveriam dizer se aquelas canções tinham sido ensaiadas ou se eram improvisos. “Sabemos hoje que, durante a percepção das ações, as áreas ativas do cérebro são similares à da execução da mesma ação”, justificou Annerose Engel, uma das pesquisadoras.

Nas situações em que os participantes consideravam que a melodia era improvisada – sem importar se ela realmente fosse –, era registrada atividade cerebral mais forte na região correspondente.

No exercício, os pesquisadores perceberam que não só a experiência musical era importante para perceber ou não a espontaneidade; a capacidade de se pôr no lugar de outra pessoa também desempenhou um papel importante.

Com informações do Portal G1

About RedePsi

Portal de Psicologia com Notícias, Artigos, Links e Serviços de Divulgação de Cursos, Eventos e Produtos da Área.

Comments are closed.