Psicólogos são contra internação compulsória de dependentes químicos

Marcondes enfatizou ainda que há um ano o CRP passou a representar apenas Mato Grosso do Sul, já que anteriormente também respondia pelos profissionais de Mato Grosso. “Houve a separação do CRP 14. Há um ano somos apenas de Mato Grosso do Sul”, comemorou.

Sobre o tema polêmico da internação compulsória dos usuários de substância químicas, que já vem ocorrendo em cidades como Rio de Janeiro e Belo Horizonte, por meio de leis municipais, o presidente do CRP condenou a prática, considerando a medida um desrespeito e um mecanismo de segregação. “O Conselho Federal de Psicologia vem a público declarar a legisladores, gestores, juízes, promotores e especialistas e à sociedade sua posição: não há saída para o sofrimento humano – seja este consequência da submissão do homem a um objeto químico ou não – fora da cidadania”, disse, lendo trecho do manifesto do Conselho Federal de Psicologia, também seguido pelo CRP/MS.

Para comemorar o Dia do Psicólogo, os profissionais também montaram no saguão da Assembleia Legislativa uma exposição sobre a história da psicologia no Brasil. Ao todo são nove banners relatando a trajetória da profissão no país. O deputado estadual Pedro Kemp, que também é psicólogo, apresentou moção de congratulação aos profissionais.

Fonte: MS Notícias

Comments are closed.