Restrição à Sibutramina causa polêmica entre Anvisa e CFM

A venda do emagrecedor já era restrita no país desde 2010, quando o remédio passou a ser prescrito apenas por meio de receita especial. Com a nova restrição imposta pela Anvisa, a prescrição do medicamento deverá ser acompanhada pela assinatura de um termo de compromisso por parte do médico e do paciente que fará uso dele. Além disso, os laboratórios que fabricam ou comercializam a Sibutramina terão que acompanhar possiveis efeitos colaterais e comunicar a Anvisa imediatamente.

O presidente do Conselho Federal de Medicina alega que a medida irá estimular a ilegalidade no comércio da Sibutramina e prejudicar o tratamento de obesos. Acusa também o CFM de inteferência indevida na prática médica.

Com informações G1.

Comments are closed.