Treino de leitura por reforçamento específico: possibilidade um procedimento experimental utilizando consequência como nódulo – Gleiton Nunes de Azevedo; Marcelo Frota Lobato Benvenuti

O comportamento verbal textual é condição necessária, mas não suficiente para o comportamento de ler. O procedimento de emparelhamento de acordo com o modelo é tradicionalmente utilizado para ensinar relações entre estímulos visuais (escritos) e estímulos auditivos (vocais), envolvidos na leitura. Mesmo sendo um procedimento econômico em relação a quantidades de relações treinadas diretamente, curto intervalo de tempo e demonstrando emergências de relações não treinadas, estas novas relações não treinadas podem emergir sob controle de respostas comuns aos vários treinos (resposta de seleção) ou por uma mesma consequência aplicada a diferentes treinos (reforçador comum). O presente trabalho tem como objetivo demonstrar o desenvolvimento de um procedimento de treino textual e ecoico, tendo como nódulo um reforço específico (token) comum apenas a classe de palavras treinadas com crianças pré escolares sem comportamento de ler. Os resultados permitem avaliar o grau de facilitação do reforço específico como alternativa na aquisição de comportamento verbal textual e ditado com crianças, através de treino indireto destes comportamentos, e a função do reforço específico como único nódulo comum na formação de classes de estímulos. O estudo piloto foi realizado com três crianças que passaram por um procedimento de discriminação condicional com palavras com histórico de fracasso. Foi utilizado no primeiro momento o software  MTS, posteriormente um procedimento de palavras impressas em cartões em uma tarefa de mesa com o treino de identidade utilizando apenas uma comparação em um procedimento sem erro. Foi verificado que as crianças não discriminaram entre as palavras, obtendo em média 62% de acerto, considerado nível do caso. No treino ecocio os participantes obtiveram desempenho de próximo a 100% selecionando o token sem a necessidade da apresentação pelo pesquisador. O delineamento atual utilizará do MTS como recurso apresentando os estímulos visuais e auditivos em treinos separados, exigindo respostas comuns (treino de identidade) e respostas vocais dos participantes, numa tentativa de isolar o reforçamento específico como nódulo para emergência de relações entre estímulos auditivos e visuais.

About RedePsi

Portal de Psicologia com Notícias, Artigos, Links e Serviços de Divulgação de Cursos, Eventos e Produtos da Área.

Comments are closed.