Uma análise comportamental cognitivista dos procedimentos da equoterapia no tratamento de autismo: entre limites e superações – Diego Tadeu Mota Baptista, Joice Marianabaldesin, Rosemary Almeida Vasconi, Patrícia Ribeiro Campos Correa

A presente pesquisa tem com objetivo analisar os avanços que a prática da equoterapia proporcionam aos seus praticantes, tendo como população alvo indivíduos de quatro à seis anos  que foram diagnosticados como autistas, ou em casos que estão analisando o possível diagnóstico para sintomas apresentados O projeto  tem o intuito de mensurar as mudanças comportamentais geradas pela prática da equoterapia, com o intuito de entender os ganhos ocorridos na prática  e  quanto isso contribui em suas Atividades de vida diária (AVDs). Para Schwartzman (1995), e Kanner (1943) definem o autismo como uma condição crônica do individuo, que traz como consequências severos comprometimento qualitativo nas relações sociais, na comunicação e na linguagem, e na variação do ambiente. Estas características afetam diretamente a interação com o mundo externo, reduzindo à comunicação e o estabelecimento de vínculos  e a equoterapia é uma formas de terapias alternativas, entre elas a equoterapia, que visa o desenvolvimento biopsicossocial de portadores de deficiência ou com necessidades especiais, desenvolvendo as suas potencialidades, por meio da atuação de uma equipe que reúne profissionais da educação e saúde (ANDE,sd.).Estudos como de FREIRE ( 1999) têm apontado ainda que o uso de equoterapia com indivíduos autistas tem apresentando resultados significativos nas áreas que os possuem maior comprometimento.Frente a este contexto, a presente pesquisa vem analisando o desenvolvimento de criança autista inseridas na prática da equoterapia, tendo como pressuposto a observação dos ganhos ocasionados pela prática , tanto em seu comportamento como na sua socialização como referido no inicio deste resumo. O procedimento metodológico se fundamenta na análise das fichas clinicas dos  participantes da equoterapia e comparando assim a sua  evolução durante um período que irá ser delimitado, e assim compreender quais avanços ocorreu em seu comportamento, cognição e socialização, tendo como marco inicial, como o individuo iniciou este tratamento alternativo e como esta até a realização do termino deste projeto, e assim sendo visto as habilidades comportamentais que ocorreram durante esse processo de aprendizagem com o animal, vendo de tal modo os estímulos que ocorreram, e as respostas elucidadas através do mesmo, e assim ter a conjuntura das aquisições para o participante.

About RedePsi

Portal de Psicologia com Notícias, Artigos, Links e Serviços de Divulgação de Cursos, Eventos e Produtos da Área.

Comments are closed.