O impacto do trabalho do policial militar sobre sua família

Estudo realizado pelos psicólogos Fernando C. Derenusson e Bernardo Jablonski teve como objetivo analisar a relação entre o impacto do trabalho policial sobre a família, com base em análise de 111 esposas/companheiras de policiais militares da cidade do Rio de Janeiro, a partir de duas formas de impacto: direto (que abrange a incidência de fatores circunstanciais do trabalho supracitado) e indireto (relacionado a forma como o policial se relaciona com sua família). Foi também analisado tal impacto levando-se em consideração dois eixos principais: operacionalidade (no que tange a natureza interna ou externa do trabalho policial) e graduação (que relaciona o tempo de serviço e sua influência na percepção de impacto de suas companheiras).

Foram levadas em consideração, dentro dos fatores de impacto direto, as seguintes variáveis: o risco laboral (o elemento central do trabalho policial), o horário de trabalho e a questão salarial; Entre os fatores indiretos, as variáveis estudadas foram os fatores identitários, a vivência laboral, o curso de formação (atuando como agente de transformação subjetiva), o estresse laboral e o uso do álcool.

Os principais fatores de impacto apontados pelo resultado foram o risco para o policial e o salário do mesmo e, mesmo quando comparados entre os grupos de graduação e operacionalidade, são estes os fatores (ambos de ordem direta) que mais afetam a família do policial; O estudo aponta também para a diferença entre o impacto sofrido pela família dos policiais que prestam serviço externo em relação aos que realizam trabalhos internos e o aumento gradual do impacto percebido ao longo do tempo de serviço.

Um dos dados apontados pelos resultados do estudo demonstra que, apesar do maior impacto conferido as famílias de policiais com serviços externos, as mesmas atribuem a eles e si próprias maior satisfação com a profissão policial quando comparadas com o grupo de companheiras de policiais que prestam serviços internos, sendo que tal satisfação aumenta com as graduações; Tal apontamento demonstra a dimensão da complexidade desta realidade laboral e a variedade de sentimentos que suscita, já que ao passo que o impacto é maior entre os policiais que prestam serviços externos é mais elevada também sua satisfação em relação à realização de um serviço de importância para a sociedade; Com isso, é possível observar (situação esta que ocorre não só no processo do estudo) como sentimentos contraditórios de grande intensidade convivem em relativa harmonia.

Os pesquisadores, por fim, atentam a necessidade de maior número de estudos acerca desta realidade, principalmente por se tratar de uma situação multifacetada e complexa e de grande relevância social.

DERENUSSON, Fernando C.; JABLONSKI, Bernardo. Sob fogo cruzado: o impacto do trabalho policial militar sobre a família do policial. Aletheia,  Canoas,  n. 32, ago.  2010 .   Disponível em . acessos em  13  abr.  2012.DERENUSSON, Fernando C.; JABLONSKI, Bernardo. Sob fogo cruzado: o impacto do trabalho policial militar sobre a família do policial. Aletheia,  Canoas,  n. 32, ago.  2010 .   Disponível em http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-03942010000200003&lng=pt&nrm=iso. acessos em  13  abr.  2012.

Comments are closed.