Alimentar-se compulsivamente pode induzir o uso de drogas

Recente pesquisa realizada pela Universidade Penn State sugere que indivíduos com compulsão alimentar possuem maior risco de desenvolver comportamentos de vício, como o abuso de substâncias.

O estudo, publicado no periódico Behavioral Neuroscience, aponta que ambas a compulsão alimentar e o vício a substâncias psicoativas são caracterizadas pela perda de controle de consumo, fato este que explica a alta co-ocorrência dos mesmos.

Segundo um dos autores do estudo, ainda é desconhecido quanto à perda de controle em um distúrbio afeta a mesma perda em outro.

O estudo desenvolveu a associação entre o alto consumo de gordura e a procura e consumo de cocaína, o que aponta a possibilidade de um comportamento influenciar o outro; Segundo Michael Cohen, psicólogo que trabalha com indivíduos com vícios diversos há 20 anos, muitos de seus pacientes que sofriam do abuso de substâncias desenvolviam distúrbios alimentares (como bulimia e compulsão alimentar).

“Apesar dos distúrbios alimentares coexistirem com o abuso de drogas legais (como as drogas prescritas) e ilegais, os resultados do estudo dá luz a existência do chamado vício cruzado –onde há a transferência de vícios ou a troca de um vício por outro. É apenas uma maneira das pessoas tentarem melhorar a situação de seu vício anterior”, aponta Cohen.

O psicólogo também pontua que indivíduos que tentam superar um vício geralmente são atraídos pelo vício cruzado, exemplificando um caso onde uma pessoa com compulsão alimentar se utiliza de cocaína pensando que tal ato é mais saudável que sua compulsão, imaginando que nunca fora prejudicado pelo uso.

O psicólogo aponta que um indivíduo com personalidade propensa ao vício, quando combina-se com uma variedade de outros fatores, desenvolve a compulsão alimentar no intuito de resolver seus problemas  que estão fora de controle.

Fonte: The British Psychological Society

Comments are closed.


loading...